Morre aos 85 anos pioneiro que ajudou a construir Catetinho, em Brasília

  • 24/06/2024
(Foto: Reprodução)
Bartolomeu Cordeiro Lima era natural de Pernambuco e chegou à capital em 1957 para trabalhar como marceneiro. Ele morreu com infecção pulmonar. Bartolomeu Cordeiro Lima ajudou a construir o Catetinho, no DF Reprodução Morreu, neste domingo (23), um dos pioneiros de Brasília que ajudou a construir o Catetinho, primeira residência oficial do ex-presidente Juscelino Kubitschek. Bartolomeu Cordeiro Lima tinha 85 anos, era natural de Pernambuco e chegou à capital em 1957 para trabalhar como marceneiro. ✅ Clique aqui para seguir o canal do g1 DF no WhatsApp. Segundo a família de Bartolomeu, a causa da morte foi infecção pulmonar e pneumonia. Ele deu entrada em um hospital particular de Taguatinga na madrugada de domingo com falta de ar. Ele morreu às 14h37. De acordo com Edson Cordeiro, filho do pioneiro, Bartolomeu morou na Vila Planalto de 1957 a 1979. Atualmente, ele morava em Ceilândia. Ele deixa 7 filhos, 11 netos e 3 bisnetos. Sou do DF e não conheço: seu Antônio conhece o Catetinho O Museu do Catetinho abriga a história de Brasília. O Palácio de Tábuas fica nas margens da EPIA, entre o Núcleo Bandeirante e o Park Way (veja vídeo acima). A estrutura foi feita toda em madeira, desenhada por Oscar Niemeyer e construída em apenas 10 dias, em 1956. A suíte presidencial, o quarto de hóspedes e a cozinha preservam o mobiliário da época, além de alguns objetos e roupas de JK. O Catetinho também reúne fotografias da construção de Brasília. LEIA TAMBÉM: Mudanças no Código Civil Brasileiro: Entenda reforma que atualiza texto de mais de 20 anos Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.

FONTE: https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2024/06/24/morre-aos-85-anos-pioneiro-que-ajudou-a-construir-catetinho-em-brasilia.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Peça Sua Música

Anunciantes